Relatos de Submissos




A Domme havia conversado com o candidato a submisso há pouco menos de uma semana! Mandou-o que se apresenta-se diante de sua presença em uma semana!
Assim foi feito!
Ele apresentou-se no local indicado e na hora acertada pela sua futura Dona sem atrasar um minuto!
Chegou com alguns acessórios de Sex Shop, mas na verdade, ele sabia que não se tratava de um encontro, mas da sua entrega à uma mulher, ou melhor dizendo, à uma Domme! Motivo pelo qual levou uma simples chibata, a qual dissera que seria da futura Dona dele!
Chegaram ao local destinado para a primeira sessão com sua futura Dona! Ordenou: "Deixe suas coisas ali de lado e tire a roupa, mas antes beije meus pés"!
Fez como foi orientado, e a sua futura Dona disse: "Sempre que nos encontrarmos, beijarah os meus pés em sinal de adoração e respeito a sua futura Dona! Ou não me quer como sua Dona"? Ele respondeu que sim, que a queria como Dona! Pediu permissão, foi até onde havia deixado a mochila e trouxe a chibata, e de joelhos com a cabeça abaixada, entregou a chibata respondendo a futura Dona "Essa simples chibata comprei há algum tempo, mas prometi que a entregaria a minha futura Dona"!
A Dominadora olhou para a chibata e respondeu "É de Sex Shop" e mostrou os acessórios feitos pelas suas mãos!
Após prostar em adoração a  sua futura Dona, Ela ordenou que ele senta-se em uma cadeira  e colocasse as mãos para trás! Pegou  um lacre para fechar nos pulsos dele e após examinar que não o machucaria, começou a dar-lhe leves tapas no rosto! Colocou uma venda e continuou a análise de seu corpo, mexendo nos mamilos dele! Sussurrando, perguntou-lhe: "O que você é?" E ele respondeu: "Sou sua posse"!
E continuou sussurrando ao ouvido, causando calafrios na espinha dele!
Beliscou seus mamilos e ele gemeu de dor e de prazer ao mesmo tempo!
Tirou-lhe a venda e passou o pé no rosto dele para que ele lambe-se a sola do seu pé! Como submisso e podo, era o que mais ele desejava: ficar sobre os pés da sua Dona!
A sessão não terminaria por aí! Entre ordens e conversas suaves, deu-lhe por fim um momento de carinho, perguntou-lhe: "Você está bem"? E ele com os olhos brilhantes, respondeu: "Sim, Dona Valentina Severo"!
Severamente, Dona Valentina Severo disse: "Você à partir de agora, está sob minha avaliação"! Ele concordou acenando com a cabeça e respondeu: "Sim, Dona Valentina Severo"!






Oi Sra. Valentina, boa tarde!!

Então rainha Valentina, ontem umas 20 horas pensando no q aconteceu  é q me veio a ereção devida, deu até vontade de voltar. rsrs
Foi um acontecimento muito legal, louvavel seu comportamento, me senti absolutamente seguro.
Sob a luz da expectativa do porvir absorvi mesmo assim cada detalhe, o começo foi uma coisa sensacional dando o ar certo de que o jogo havia começado.
 Sob o comando da sua voz tudo que me restava era obedecer ... entendi logo de cara que o ABCD do jogo era esse. Obedecer.
A mágia começou a dominar a dominatrix e o submisso. Percebi que ficamos embuídos em nossos  egoísmos - o de servir e o ser servido - nem de longe imaginei que esse clima se instalasse assim nessa sintonia dos desejos.
Isso tudo ocorreu porque a Senhora soube agir com o rigor e o carinho no momento certo, seu papel coadunou com o nome que se dá de dominadora e todo o clima foi sob sua condução.
Curti cada detalhe, não digo que este ou aquele é merecedor de aplausos, todos são. Nesse jogo o que fica claro para o iniciante é a sua identificação, clemencias foram necessários para que não se ferisse interesses outros e o iniciante como eu pudesse apontar seu limite.
Frustação? Sim, uma. Não pude ve-la por inteira vestida a carater com o chicotinho nas mãos andando pra lá e pra cá mandando q eu me deitasse para ser chicoteado.
Por outra senda a Senhora está absolutamente de parabens, dentro dos limites da "masmorra" quanto fora, tens uma simpatia natural e uma inteligência admirável. Bjos por isso.
Bjos tbm nesses lindos e adoráveis pés!!

Até qq dia desses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário